Atletas de alto rendimento também fazem Fisioterapia Em Casa

 

A equipe FISIOTERAPIA Em Casa RJ sempre orienta os pacientes a realizar além das sessões de fisioterapia, o Auto-Tratamento(Exercícios Deveres de Casa). Um exemplo de que essa prática é utilizada e colabora muito para alcançar os objetivos, é Guiñazu, que faz tratamento integral e leva até aparelhos do Vasco para casa. Volante de 36 anos trabalha de manhã e de tarde em São Januário e recebe assessoria do clube para seguir trabalho de recuperação da cirurgia à noite em casa.

Aos 36 anos, às voltas com novo problema de lesão no Vasco - o primeiro havia sido em 2013, logo na estreia contra o Botafogo -, o jogador obedece um cronograma rígido e extenuante para voltar o mais rápido possível a treinar com o grupo. Logo após a artroscopia a qual se submeteu no último sábado, o veterano trabalha em três períodos com o objetivo de estar entregue à preparação física do clube em até 30 dias. São sessões de fisioterapia de manhã e de tarde em São Januário, e à noite em casa com aparelhos trazidos para o novo centro de saúde do Vasco.

 

Metódico e obcecado por treinos, o jogador Guiñazu é o paciente ideal para o Centro Avançado de Prevenção, Reabilitação e Rendimento Esportivo, o Caprres, que ainda funciona provisoriamente na sala de musculação em São Januário. O argentino iniciou ontem o trabalho de reabilitação acelerada, segue recomendações para não perder musculatura em meio ao tratamento de fisioterapia e está até levando para casa alguns equipamentos do clube, segundo o Fisioterapeuta responsável.

Com lesão no menisco do joelho esquerdo, a previsão inicial era até superior a 30 dias, mas a dedicação do jogador impressiona e o departamento médico do Vasco acredita em recuperação até antes do período estimado. O objetivo principal do tratamento em tempo integral não é diminuir o tempo de retorno, mas sim garantir uma recuperação perfeita. Em entrevista recente ao GloboEsporte.com, o fisioterapeuta responsável pelo centro de reabilitação lembrava da força e da resistência do argentino.

- É um atleta sensacional. É um cara que treina sempre no limite e puxa fila. Um exemplo para todos - dizia o fisioterapeuta e  coordenador científico do Vasco.

 

Fonte:

Globo.com