Protese de quadril-precaucoes e cuidados apos cirurgia

A artroplastia total do quadril é uma das cirurgias ortopédicas mais comuns realizadas mundialmente. A dor decorrente da Artrose(osteoartrose) é causa primária de indicação desta cirurgia.

O paciente que é submetido à esta cirurgia, tem sido convencionalmente educado e orientado à tomar alguns cuidados tais como: elevar o nível do assento no banheiro, e cadeiras; evitar atividades que possam elevar(flexionar) o quadril mais que 90°; ultrapassar a perna além da linha média do corpo.

LEIA TAMBÉM: FISIOTERAPIA PARA OSTEOARTROSE DO QUADRIL - Clique aqui

Estes cuidados tem como objetivo reduzir o risco de um deslocamento da prótese, porém, estes cuidados têm sido questionados.

E para avaliar se realmente estas orientações possuem realmente algum efeito, foi conduzida uma pesquisa que agrupou todos os estudos já realizados sobre o tema desde o ano 1946 até 2016. (Revisão Sistemática)

Dentre todos estes estudos agrupados, o risco de viés (falha metodológica) foi considerado alto. Destacaram-se 2 estudos interessantes:

  • O primeiro com 81 participantes que foram aleatoriamente separados em: 1 grupo que recebeu orientações de precaução e cuidados, e equipamentos para evitar movimentos, e 1 outro grupo que não recebeu nada disso. Devido à baixa qualidade do estudo é incerto afirmar que houve algum tipo de melhora na qualidade de vida, função de atividades de vida diária e capacidade funcional em algum dos grupos. Porém, foi possível notar que em ambos os grupos não houveram incidências de deslocamento da prótese e mesmo efeitos adversos durante 1 ano após a cirurgia.

  • Outro estudo com 265 participantes também avaliou 2 grupos: 1 grupo que recebeu orientações de precaução, equipamentos para evitar movimentos e restrição de atividades funcionais, e 1 outro grupo que não recebeu nada disso. Aqui também foi observada uma qualidade muito baixa do estudo, e é incerta a satisfação do paciente no que diz respeito à taxa de recuperação pós cirúrgica comparando um grupo ao outro.

LEIA TAMBÉM: FISIOTERAPIA PARA OSTEOARTROSE DO QUADRIL - Clique aqui

CONCLUSÃO DOS AUTORES DA PESQUISA:

A qualidade das evidências disponíveis até o momento são muito baixas. Não é possível afirmar se estas condutas de precaução, cuidados, e restrição de atividades possui alguma eficácia na prevenção de deslocamento da prótese, ou mesmo se possui algum efeito na melhora das capacidades físicas do paciente após a cirurgia. São necessários futuros estudos de alta qualidade para avaliar em curto e longo prazo os efeitos destas condutas.

Referência bibliográfica:

Assistive devices, hip precautions, environmental modifications and training to prevent dislocation and improve function after hip arthroplasty (Cochrane review)

http://search.pedro.org.au/search-results/record-detail/47091

#fisioterapiadomiciliar #fisioterapiabaseadaemevidencias #FisioterapiaEmCasa #fisioterapiaemcasarj #lukasescobarfisioterapeuta #drlukasescobar